domingo, julho 21, 2024
Feira Do Livro 2017TODAS EDIÇÕES

SHAKESPEARE NA ERA DO TABLET E DA MODERNIDADE

Nos séculos 16 e 17 não existia celular, Facebook, Odebrecht e Miojo, mas existia William Shakespeare e seus clássicos atemporais que percorreram o mundo até os dias atuais. Na noite de domingo, dia 7, o espetáculo Sonhos de William foi responsável por lotar a Praça Saldanha Marinho com risos que pareciam não ter fim.

A produção santa-mariense dirigida por Bebeto Badke conta com atores acadêmicos e egressos da Unifra e da UFSM. O espetáculo baseado na obra do Bardo retrata temas da atualidade com uma dose de humor e crítica à sociedade moderna. Tudo é possível aos olhos dos jovens atores que contribuíram para o roteiro com adaptações inovadoras em uma obra clássica e histórica.

“É muito bom termos contato com uma peça como essa feita de uma maneira tão atual”, relata Joana Almeida, 20 anos, que conta ter se divertido muito ao lado do irmão mais novo. “Eu achei muito engraçado, porque é antigo, mas ao mesmo tempo eles falaram como eu e os meus amigos”, conta Tiago Almeida, 10 anos.

A 14ª apresentação do grupo despertou a atenção de crianças e adultos que embarcaram em histórias com mais de 400 anos. Os 10 atores deram vida a célebres personagens construídos com base nas obras de Shakespeare e muita referência do cotidiano do século XXI.

“Eu li muito sobre o personagem para tentar pensar como ele nos dias atuais, para poder construir cada parte da peça”, relata Elton Maia, que interpretou Rei Lear. O ator por paixão e professor de inglês por profissão conta com orgulho que o trabalho foi feito em equipe ao longo de um ano e meio. “Levar cultura para crianças que não conhecem as histórias de Shakespeare é uma honra”, lembra Jaqueline Menezes, publicitária e também atriz do projeto de extensão da Unifra Todos ao Palco.

Assuntos como homossexualidade, machismo, preconceito e lava-jato foram tratados com leveza e sensibilidade. A noite chegava ao fim e o público de todas as idades permaneceu na Praça até o espetáculo terminar. Uma noite memorável, que, em pouco mais de uma hora, percorreu mais de 400 anos.

O Reil Lear resolve entregar seu reino às suas amadas filhas. (Foto: Ronald Mendes/Especial para o site)
O Reil Lear resolve entregar seu reino às suas amadas filhas. (Foto: Ronald Mendes/Especial para o site)

Texto elaborado pela acadêmica Geórgia Fröhlich / Jornalismo – UNIFRA
Prof. responsável: Jornalista Bebeto Badke (MTB 5498)