domingo, maio 19, 2024
Feira Do Livro 2019TODAS EDIÇÕES

NUMA FOLHA QUALQUER ELAS DESENHARAM UM SOL AMARELO

A oficina de aquarela, ministrada pela professora de Artes Rebeca Sasso, coloriu a praça na tarde desta quarta-feira, dia 1º de maio.  Rebeca iniciou a oficina explicando para as crianças sobre os materiais, pincel, tinta, paleta e sobre a aquarela, o que é, para que serve e onde usar. Na mala, a professora trouxe vários livros infantis e assim, pode apresentar à turma a diferença nas ilustrações de cada um, que podem ser feitas no gráfico do computador, ou recortes ou desenhadas e pintadas, inclusive com tinta aquarela.

_DSC1605

Inspiradas pela história do Beleléu, as crianças puderam pintar em aquarela o seu próprio monstrinho. Este, apareceu uma vez na casa de três pintores, que faziam muita bagunça com seus materiais. Henrique, que tinha como cor favorita,  vermelho; Cláudio, o azul e Vicente, o amarelo. Com a bagunça, Beleléu acabou misturando as cores, e com azul e amarelo, fez-se o verde, com azul e vermelho, fez-se roxo e com vermelho amarelo, fez-se o laranja. Com isso, os pintores acabaram descobrindo outras cores.  O Beleléu, muito zangado por estar todo colorido, acabou indo embora e nunca mais voltou à casa dos pintores.  Emily Cardoso, de 6 anos,  gostou muito da oficina, apesar de já conhecer a  aquarela,  vai continuar pintando ainda mais, depois da história do monstrinho colorido.

_DSC1602

 

Texto elaborado pela acadêmica de Jornalismo da UFN Caroline Comassetto

Foto: Beatriz Bessow/LABFEM-UFN

Professor responsável: Jornalista Bebeto Badke (MTb 5498)