domingo, maio 19, 2024
Feira Do Livro 2019TODAS EDIÇÕES

QUANTOS LIVROS CABEM NA SUA MALA DE LEITURA?

Para além do livro, a leitura. No último dia da Feira, uma experiência que vai além do comprar: pegar um livro, é só querer, e compartilhá-lo. Esta atividade dá continuação ao que se viveu durante toda a programação da 46ª Feira do Livro, valorizar a melhor parte da experiência literária, o ler.

A Feira da Leitura é uma proposta da Mala da Leitura que proporciona vivência literária para quem passar pelo local. No espaço de autógrafos de livros, situam-se, em tendinhas, quatro malas amarelas, recheadas de livros.

Os livros são infantis, mas o desafio vale para todos. A proposta é que se pegue um livro, sente em um dos pufes dispostos no ambiente e leia sozinho, compartilhando com alguém ou em grupo. A atividade se estendeu por toda a tarde a partir das 13h até às 16h.

O aluno da Escola Municipal de Ensino Fundamental Vicente Farencena, Gustavo Carneiro Carabajal, 11 anos, participou da ação.“Esta atividade está sendo muito boa porque proporciona a leitura e ler ajuda a escrever. Eu já conhecia a maioria destes livros e autores porque tenho costume de ler em casa desde os meus sete anos, e são muito bons”, expõe o pequeno leitor.

Ele tem participado de outras programações. “A Feira deste ano está ótima em função da vinda de escritores maravilhosos, incentivando a leitura, e, além disso, agora estes ótimos livros estão aqui nesta tarde”, comenta Gustavo.

A Escola Municipal de Ensino Fundamental Maria de Lourdes Castro, de Camobi, esteve presente na programação com alunos, pais e professores. A diretora da escola, Silvana Costa Guerino convive com o projeto Mala de Leitura em escolas, no dia a dia.

“A Mala é riquíssima. Só desta forma, nós, enquanto escola pública, temos a possibilidade de ter um acervo tão diversificado, atraente e colorido”, relata a diretora. Silvana conta que os alunos vivem a Mala de diferentes formas, através de leitura compartilhada, a mala indo para a comunidade e os alunos de classes avançadas lendo para os mais novos.“Para a ação de hoje, fizemos apenas uma chamadinha e, para a nossa surpresa, tínhamos muitos estudantes que queriam participar deste momento. E todos que estão aqui, encontram-se com livros na mão”, revela a diretora.

As amigas Gabriela Vitória da Rosa Soares, 13 e Kailane de Medeiros Rodrigues, 14, estudantes da escol aproveitaram juntos às Malas de Leitura da praça.“O que acho mais interessante na Feira é que ela tem livros para todos os tipos de pessoas e interesses, e tem gente que não vai até a livraria, e, aqui, a livraria vai até eles”, explica Kailane.

Elas são leitoras assíduas desde crianças.“Lembro que comecei a ler aos nove anos de idade, não foi por vontade própria, mas porque eu via a minha irmã lendo e sentia ciúmes dela em função dos elogios que recebia. Então comecei a ler e me apaixonei por isso, não parei mais”, relata Gabriela.

“Comecei a ler quando li um livro de meu interesse e ele me prendeu à leitura”, diz Kailane. E você, vai ler um livro hoje?

IMG_4125

Texto elaborado pela acadêmica de Jornalismo/UFN Gabriele Bordin

Foto: Thayane Rodrigues/LABFEM-UFN

Professor responsável: Jornalista Bebeto Badke (MTb 5498)