CONVERSAS DE BOTECOS SEMPRE RENDEM BOAS HISTÓRIAS

A  tarde de lançamentos dessa segunda, dia 1º, também oferece uma opção para aqueles que gostam de histórias de bar. Valmor Braga Simonetti lançou suas Estórias de Boteco, conhecidas por seu conteúdo repleto de humor e experiências inesquecíveis. No livro, o autor utiliza vários personagens diferentes para contar as várias vivências que  já teve durante sua vida.

Participante de diversas oficinas literárias, Simonetti agora se arrisca em seu primeiro livro solo e conta que tudo o que fez parte até então, vale como aprendizado e aperfeiçoamento. “É um trabalho que dura em média 10 meses, e é uma verdadeira faculdade. Onde a gente aprende a escrever, estruturas de conto… Mas é preciso também ter talento. Não sei se ainda tenho, mas a gente tenta”, brinca o autor.  Ele se serve do bom humor e a atmosfera alegre dos bares de Porto Alegre para contar algumas de suas histórias mais engraçadas.

Em seu livro, há também um conto, na página 57, onde o personagem principal é o Belchior. Esse encontro aconteceu no Uruguai, entre vários amigos, e “ele era um intelecto privilegiado, e um dos maiores cancioneiros brasileiros. Um verdadeiro bardo. Uma grande perda” comenta Simonetti, sobre o seu falecimento no final de semana.

Uma das conversas de Simonetti relatadas no livro foi com Belchior. (Foto: Pedro Gonçalves/LABFEM-UNIFRA)
Uma das conversas de Simonetti relatadas no livro foi com Belchior. (Foto: Pedro Gonçalves/LABFEM-UNIFRA)

Texto elaborado pelo acadêmica Thayane Rodrigues/ Jornalismo – UNIFRA
Prof. responsável: Jornalista Bebeto Badke (MTB 5498)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *