UM BARQUINHO VAI NAVEGANDO E DESCOBRINDO

No lançamento infantil deste sábado, 7 de maio, a prosa e poesia de Raul Maxwell, a música de Marcelo Schimidt e as ilustrações de Gabriel Coser invadiram a Praça Saldanha Marinho.

A bordo de um Barquinho de Papel, que dá nome a obra, Nina e seu cão Timão, partem numa aventura que inicia no Chuí e vai até o Oiapoque. Durante a viagem, eles buscam uma fonte de água pura que lhes permita purificar toda a água suja e poluída no mundo. Porém, eles se deparam com situações desagradáveis pelo caminho.

A obra surgiu de uma ideia de Schimidt, onde  queria que um barquinho de papel subisse aqui do sul e fosse navegando  nos rios do Brasil. Barquinho de Papel tem uma preocupação com a ecologia, sobretudo com a questão da água.

Ao longo da viagem, Nina e Timão passeiam pelas bacias hidrográficas, encontram animais em extinção como o Lobo Guará a Arara Azul, que foram os seus guias pela aventura, como destaca Maxwell.

O cd, que acompanha o livro, traz músicas infantis e conta a história narrada por crianças, entre elas um dos filhos de Schimidt.

Lançamento Infantil Barquinho de Papel por Raul Mawell, Marcelo Schmidt, Gabriel Cozer FOTO GABRIEL OLIVEIRA

ASSESSORIA DE IMPRENSA – UNIFRA
Texto: Acadêmica de Jornalismo Fernanda Gonçalves
Foto: Lab. de Fot. e Memória / Gabriel de Oliveira
Prof. Responsável: Jornalista Bebeto Badke (MTB 5498)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *