O SONHO DE CANELLAS EM LIVRO

Na tarde deste sábado, dia 7, o jornalista Sidney Barbalho de Souza lançou, junto com o biografado, o livro Marcelo Canellas, por um jornalismo humanista. O livro surgiu a partir da pesquisa de conclusão de curso de Sidney, que estudava jornalismo humanista. O escritor conta que escolheu estudar o jornalismo feito por Canellas por ser um trabalho expressivo e sensível: “Ele superou qualquer expectativa e para um jornalista estar nessa posição, é por que realmente se faz um trabalho expressivo”.

Canellas já recebeu mais quarenta prêmios, entre nacionais e internacionais. No início da produção o biografado ficou em dúvida se seria possível alcançar as informações necessárias para suprir as necessidades de uma biografia. Para construir a obra foram feitas 50 entrevistas, entre familiares, amigos e ex-colegas, que totalizaram 760 horas de gravação e 7 cidades percorridas.

Canellas acredita que o trabalho foi muito bem feito por Sidney. Para o biografado, o jornalista deve se incomodar com o que considera injusto. “Eu tenho 50 anos e continuo com o mesmo sonho de mudar o mundo”, revela.

“Eu estou tentando provar para a sociedade que o jornalismo de direitos humanos existe e que ele precisa virar uma modalidade para que cada profissional consiga entender a importância de fazer um jornalismo para a sociedade”, destaca o autor, orgulhoso de fazer o lançamento na Feira do Livro de Santa Maria.

foto VIDA BARBARIO

ASSESSORIA E IMPRENSA UNIFRA
Acadêmica de Jornalismo Arcéli Ramos
Laboratório de Fotografia e Memória/ Vida Barbario
Professor responsável: Jornalista Bebeto Badke (MTB 5498)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *