DELIRISMO: DOS BARES AO WHATSAPP

Uma mesa de bar. Um computador. É nos encontros das quartas que são mais que feiras que nasceu o Delirismo. O livro é uma obra coletiva de Carlos Rangel, Ludwig Larré, Raul Maxwel, Odemir Tex Júnior, Vitor Biasoli, Orlando Fonseca, Antônio Cândido de Azambuja Ribeiro.

Os escritores fazem parte de um grupo, que existe desde 2001, a Turma do Café. Essas reuniões já resultaram 15 livros, de diversos gêneros como romance, crônica, contos e poesia como o Delirismo.

O escritor Orlando Fonseca, conta que “o bar alimenta a ideia do grupo estar junto”. E, além das conversas de bar, eles também criaram um grupo do WhatsApp.  Dessas conversas virtuais surgiu a ideia do título para o livro. Pois, “o bar não é um lugar que se possa conversar com sobriedade”, afirma  Fonseca.

Nem todos os integrantes da Turma do Café escreveram esse livro. Foram feitas reuniões, para decidir quem gostaria e na oportunidade convidaram o jornalista Ludwig Larré para participar desta obra.

Vitor Biasoli

Assessoria de imprensa – UNIFRA
Texto: Acadêmica de jornalismo: Fernanda Gonçalves.
Foto: Laboratório de Fotografia Memória /Roger Haeffner
Professor responsável: jornalista Bebeto Badke (MTB 5498)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *