EM BUSCA DA PUREZA PERDIDA DAS CRIANÇAS

A Feira do Livro de 2019 abre a sua programação com a sessão de autógrafos do livro infantil “A Curiosidade de Cauã” escrito pela pedagoga Adriana Borella Pessoa. O livro, lançado em 2016 busca resgatar as brincadeiras infantis que perderam espaço para a tecnologia na vida das crianças e a inspiração surgiu após a autora observar que o seu filho trocou as brincadeiras infantis e o contato com a natureza pela tecnologia. O nome do protagonista da história, Cauã, é de origem indígena. Na linguagem Tupi significa ave de rapina que representa um olhar atento, observador e simboliza a inteligência. A temática indígena é para demonstrar uma forma mais pura e livre da tecnologia que nos cerca de uma forma onipresente.

DSC_0016

Texto elaborado pelo acadêmico de Jornalismo/UFN Gabriel Leão

Foto: Acadêmico de Jornalismo Denzel Valiente

Professor responsável: Jornalista Bebeto Badke (MTb 5498)