UMA TRAGÉDIA QUE ABALOU OS ANOS 20

O assassinato à queima-roupa do juiz e poeta Francisco Ricardo, em Santa Maria, em 1927,  chocou a população em território nacional. Ricardo já fora transferido de seu trabalho duas vezes, pois era conhecido pela fama de cortejar mulheres comprometidas. O comerciante Pedro Beltrão que suspeitou da fidelidade de sua esposa, assassinou o juiz após flagrar os dois conversando na rua Ernesto Beck. O  acontecimento gerou o livro Francisco Ricardo: Uma Tragédia Esquecida, autografado na tarde desta sexta, 4 de maio pelos autores Sérgio Faraco e Valter Noal Filho, o Patrono da edição 2018.

Noal explica um pouco do processo de pesquisa: “As dificuldades não foram maiores porque nós encontramos acervos importantes, que puderam alimentar a nossa pesquisa em Santa Maria. Encontramos muitos documentos cartoriais e também na imprensa. Outros jornais na cidade, foram fontes importantes para que pudéssemos compreender o que ocorreu na naquele dia de 1927.’’

A inspiração de contar essa história, surgiu de Sérgio Faraco e sua curiosidade. Como os dois são grandes amigos, o escritor sabia que Valter pesquisava sobre a história de Santa Maria: “Nós começamos essa investigação, e originalmente era para fazermos um pequeno artigo, e considerando o volume de dados que encontramos, acabou virando um livro”, explica Faraco.


Texto elaborado pela acadêmica Gabriela Gabbi / Jornalismo UFN – Universidade Franciscana
Foto: Julie Brum/ Labfem-UFN
Professor responsável: jornalista Bebeto Badke (MTb 5498)