domingo, maio 19, 2024
Feira Do Livro 2019TODAS EDIÇÕES

LIXO À VISTA!!!

A proposta de conscientizar os pequenos sobre as questões ambientais que envolvem o lixo é o tema de Terra à Vista 2: A aventura continua,  apresentada à criançada na tarde desta terça-feira, 7 de maio. O projeto criado em 2015, surgiu através de uma solicitação da CRVR(Companhia Riograndense de Valorização de Resíduos), órgão responsável  por aterros sanitários no estado.

Após a estreia no Rio Grande do Sul, a peça hoje percorre por diferentes cidades do Brasil.  Em suas primeira edição era a peça Terra à Vista: Uma aventura pirata. Era a história dos três irmãos que lutam para pagar a dívida de uma casa, deixada como herança por seus avós. Em Terra à Vista 2: a aventura continua, já tendo conseguido ficar com a casa, Miguel, Manuela e Mateus, querem construir um parque temático pirata, mas se deparam com um terreno atulhado de lixo e Bartô, um meliante cúmplice do advogado que quer roubar a casa, que afirma ser o dono do local. Em seguida começa  a disputa para ver com quem ficará a terra. Durante isso, eles abordam assuntos como a separação do lixo, efeito estufa e a geração de energia através do biogás, tudo de uma maneira lúdica que envolva o público infantil.

A atriz  Patrícia Garcia, conta que quando começaram a trabalhar com as questões que envolviam o meio ambiente e o lixo, se depararam com uma realidade muitas vezes desconhecida: “conforme fomos evoluindo o espetáculo e passando pelos lugares, conhecemos a realidade das pessoas que vivem do lixo ou que têm problemas sérios com ele”. Eles perceberam em temporadas no litoral que havia muitos problemas com a poluição das águas e que as crianças faziam campanhas para retirar o lixo dos turistas. “Nós não temos noção do quanto para alguns o lixo é importante e para outros é um problema, e que infelizmente o ser humano não possui uma consciência ambiental, e a consciência de ensinar as novas gerações sobre o problema do lixo, para que em um futuro isso mude”, avalia a atriz.

O estudante Aldebar Pereira, é pai e acha importante a educação de como dispor os resíduos em espetáculos, pois reforça o que já é aprendido em casa e na escola. “ Através dessa abordagem lúdica, depois as crianças falam bastante de colocar o lixo no lugar certo” afirma ele.

IMG_7072

Texto elaborado pela acadêmica Ariadne Marin/Jornalismo UFN

Foto: Lucas Linck/LABFEM

Professor responsável: jornalista Bebeto Badke MTB:5498