domingo, julho 21, 2024
Feira do Livro 2021TODAS EDIÇÕES

Mesa redonda “Um mar de histórias: Palavra, imagem e música” abre programação do Livro Livre

A programação do Livro Livre, da 48ª Feira do Livro de Santa Maria, iniciou com a mesa redonda: “Um mar de histórias: Palavra, imagem e música”. Os convidados Lúcia Hiratsuka, Leo Cunha, Volnei Canônica e Lucas Visentini compartilharam suas trajetórias literárias e responderam aos questionamentos do público.

Abertura da Feira do Livro 2021 - Foto: Ronald Mendes
Abertura da Feira do Livro 2021 – Foto: Ronald Mendes

A reflexão acerca do livro e seu papel na atualidade, onde há uma busca ao não exercício do pensar, desenvolvido com a prática leitura de informações falsas, foi a primeira pergunta levantada pelo público aos convidados. Para Volnei Canonica o livro é um instrumento que define a identidade de uma sociedade. No entendimento do escritor, ao negar o direito à literatura, acabamos construindo uma sociedade frágil que propaga fake news. Lucas Visentini, Professor Homenageado, afirmou que quem lê e constrói senso crítico está muito mais preparado para avaliar o que recebe de informação falsa, sendo os livros uma das principais ferramentas para essa ponderação.

Lúcia Hiratsuka considera que a arte sempre foi necessária em períodos de crise. A escritora destaca a importância do encontro com outros artistas, rememorando suas lembranças da infância onde a arte era compreendida como momento de respiro.

Abertura da Feira do Livro 2021 - Foto: Ronald Mendes
Abertura da Feira do Livro 2021 – Foto: Ronald Mendes

Quando questionado sobre o grande desafio dos escritores, Leo Cunha afirma que é a criação de livros que mexem com suas sensações, memória e sensibilidade. O escritor garante que a prática de ler nos faz enxergar a riqueza da literatura e permite um desenvolvimento especial para quem lê.
O encerramento da mesa redonda contou com uma surpresa. Eric Chartiot, o Magicontador se apresentou no palco do Theatro Treze de Maio interagindo com os convidados. No sábado, 2 de outubro, o artista retorna ao palco do teatro, às 15 horas, com o espetáculo “Contos Mágicos”.

 

Texto: Nathália Arantes – acadêmica de jornalismo da UFN

Jornalista responsável: Liciane Brun – MTB 16.246