EMOÇÕES AO EXTREMO COM O TEATRO VagaMundo

Há sete anos o palhaço Rabito vaga pelo Brasil e também pela América do Sul à procura de seu grande amor. Nesta longa jornada, Rabito, interpretado pelo ator Daniel Lucas, chama o público para participar de seus tropeços, fazendo  a multidão chegar ao extremo das emoções.

Extremo porque da mesma forma que as pessoas riem quando Rabito faz alguma travessura, elas também se entristecem com sua decepção de esperar pelo amor e ele não aparecer. Será que Rabito algum vez não agradou o estimável púbico, como é tarefa de todo palhaço? Daniel revela que é impossível agradar um público inteiro, pois nem todos estão abertos ao jogo.  Nesta hora, ele testa a plateia, faz uma brincadeira ou outra, até ter certeza que ela está disposta a jogar. Na Feira do Livro, o jogo foi intenso. A participação de crianças e adultos engrandeceu a apresentação.  “O riso é a distância mais próxima entre as pessoas”, acredita o ator.

Ele explica que em uma apresentação teatral, as pessoas se acomodam ao lado de alguém que não conhecem, e acabam rindo, conversando e comentando coisas sobre a apresentação como se fossem conhecidas de longa data. Todo mundo sabe rir, mas são poucos os que conseguem tirar risos sinceros de um público com idades tão opostas.

Teatro Vagamundo_Fotos Fernanda Gonçalves (3)

Assessoria de Imprensa – UNIFRA
Texto: Acadêmica de jornalismo Larissa Essi.
Foto: Laboratório de Fotografia e Memória/ Fernanda Gonçalves.
Professor responsável: Bebeto Badke (MTB 5498).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *