FOOD TRUCKS SÃO DESTAQUE NA PRAÇA

Que os livros são alimentos para a alma e nos engrandecem não é nenhuma novidade, e a Praça Saldanha Marinho está repleta de opções para satisfaze nosso conhecimento. Na hora que a fome bate, não é diferente. Entre os tradicionais crepes do Café Cultura, as Cocadas do João, e o Café do Theatro Treze de Maio, os frequentadores da Feira tem diversas opções de alimentação.

Érica Lemes, tem 21 anos e trabalha com seu pai na kombi Pastelão do João, que está presente na Feira do Livro há 13 anos. Érica era pequena quando começou a ajudar o pai, servindo sucos e refrigerantes, quando a praça de alimentação da Feira localizava-se nas imediações do palco. “As pessoas achavam bonitinho”, relembra a estudante de terapia ocupacional. São 10 anos auxiliando o pai nos negócios e trocando experiências com os clientes, que tornam-se amigos desde o momento que escolhem seus recheios.

Seguindo com salgados, o comerciante Wilmar Braunstein, de 58 anos, é responsável pelas pizzas Q-Delícia, outro quitute tradicional da praça de alimentação da Feira do Livro. Tudo o que é oferecido em seu food truck (adquirido poucos dias atrás) é produção própria e o que mais chama atenção é o forno, que assa as pizzas na hora. “Adoro vir para a Feira do Livro, vivo disso”, alegra-se Braunstein por ter retornado à praça de alimentação da Feira. Também na praça pelo segundo ano consecutivo, o Espetiño marca presença com seus tradicional entrevero e espetinhos de gado, coração e frango.

A novidade para adoçar a leitura fica por conta dos churros gourmet de Francele Pauli. A empresária de 38 anos é formada em jornalismo aproveitou o empreendedorismo que corre nas veias da família para criar uma oportunidade de trabalho no meio da crise. Agora, durante a Feira do Livro, ela está contando com a ajuda de redes sociais para divulgar sua localização e chamar seus clientes para a praça.


Texto elaborado pela acadêmica Bibiana Campos / Jornalismo UFN – Universidade Franciscana
Fotos: Mariana Olhaberriet – Labfem/UFN
Professor responsável: jornalista Bebeto Badke (Mtb: 5498)