terça-feira, maio 28, 2024
Feira Do Livro 2016TODAS EDIÇÕES

DOS PANOS À VIDA

Nostalgia é a palavra que acompanhou a peça Bonequinha de Pano, da Cia. Retalhos de Teatro, nesta sexta-feira, 29. A história de uma boneca de pano Pitucha , que há muito tempo foi esquecida no sótão da casa de sua dona, traz lembranças da infância e algumas passagens importantes dela que são esquecidas.

Ao ouvir barulhos, Pitucha ganha vida e estranha o lugar onde foi parar. A boneca de Leninha recorda junto com a plateia a maneira como aquele brinquedo simples, muitas vezes jogado de lado, é importante para a criação da personalidade da criança: “a experiência é maravilhosa para elas e isso vai ficar para sempre na memória”, avalia a professora Glandia Maria Possebon, que trouxe os alunos de sua escola para prestigiar a Feira do Livro. Glandia expressa sua afeição pela leitura e pela diversidade de livros apresentados para as crianças: “só lamento de não ter conseguido trazer toda a escola”.

A atriz Débora Matiuzzi está há 11 anos na Cia. Retalhos de Teatro e afirma que o público da Feira é sempre muito empolgado: “as crianças gostam de participar, elas respondem fácil e adoram brincar com a boneca no palco.” Para a atriz, o monólogo escrito por Ziraldo traz reflexões sobre relacionamento familiar e sobre a importância de objetos simples para o crescimento dos pequenos.

Kauãn Porto de Oliveira, 11 anos, diz que a parte mais divertida da peça foi quando a boneca dançou e bolhas de sabão caíram no palco. “A história pede para as meninas não deixarem de brincar com as suas bonecas e para aproveitar enquanto são crianças”, conta o garoto.

A pedagoga Tânia Azevedo, do colégio Coronel Pilar, complementa  que o espetáculo foi muito significativo. Ela pôde ver e sentir a total interação do seu aluno autista Vitor, que riu, gritou e compreendeu a história que foi passada.

FOTO_BONEQUINHA_DE_PANO_AMANDA (2)

ASSESSORIA DE IMPRENSA UNIFRA
Texto: Acadêmica Laís Flores Giacomelli
Foto: Lab. de Foto e Memória. Amanda Souza
Professor responsável: Jornalista Bebeto Badcke (MTB 5498)