domingo, julho 21, 2024
Feira Do Livro 2017TODAS EDIÇÕES

A MEMÓRIA DOS TRENS NA CIDADE QUE JÁ FOI FERROVIÁRIA

A Editora UFSM lançou 14 obras dos professores do Centro de Ciências Sociais e Humanas (CCSH) em variadas áreas na tarde desta quinta-feira, dia 11. Segundo Daniel Arruda Coronel, Diretor da Editora, esse lançamento reflete o trabalho que a Editora vem fazendo, com uma base muito sólida de conteúdo e cada vez mais aperfeiçoado.

Entre eles, Trens na Memória: num longo tempo, entre trajetórias público-privadas, fatos da História Ferroviária Brasileira e Sul-Rio-Grandense, de João Rodolpho Flôres Mestre e Doutor em História. Neto de ferroviário, João Rodolpho, conta a história da linha férrea, no Brasil, no Rio Grande do Sul e em Santa Maria. “ O livro recupera a memória do que significou para o Brasil e para o mundo, o sistema ferroviário ” explica o autor. A obra relembra a importância desse sistema, no desenvolvimento do país e exemplifica o elo entre o arcaico e a modernidade.

O capítulo de Santa Maria destaca o que significam hoje os transportes ferroviários e  que restou de memória como a Gare em processo de decomposição. Em contrapartida,  a Vila Belga,  construída no início do século XX na cidade com a finalidade de moradia para os trabalhadores da via férrea, completa 110 anos em 2017.

Flôres é um dos mais importantes pesquisadores da memória ferroviária. (Foto: Ana Carolina Dias/LABFEM-UNIFRA)
Flôres é um dos mais importantes pesquisadores da memória ferroviária. (Foto: Ana Carolina Dias/LABFEM-UNIFRA)

Texto elaborado pela acadêmica Caroline Comassetto/Jornalismo-Unifra
Professor responsável: jornalista Bebeto Badke (MTB 5498)