quarta-feira, maio 22, 2024
Feira do Livro 2018

CRIANÇAS INDÓCEIS NÃO SÃO UM PROBLEMA

Um dos livros lançados nesta sexta-feira, dia 11 de maio, foi Representações sociais da infância indócil, escrito pela psicóloga Sibila Luft. A temática analisa o motivo pelo qual as crianças são excluídas da sala de aula. O livro é feito a partir de uma pesquisa de doutorado e investigou mais de mil registros escolares para embasar o conteúdo, desde a infância infratora, bullying, até chegar a “infância indócil”, que seriam as crianças que não respeitam as regras, segundo a autora. “São aquelas crianças que recebem a primeira  exclusão social da sala de aula e depois da escola.”

A pesquisadora buscou esclarecer esse problemas e resolvê-lo de outras formas. Segundo ela, expulsar ou transferir a criança para outra escola, não é uma maneira de boa de lidar com a situação de infração, pois é uma forma de exclusão. É preciso buscar psicólogos, assistentes sociais, atividades em turnos inversos entre outras coisas para tratar as crianças indócis. “Faltam políticas públicas para lidar com esse tipo de criança que tem problemas comportamentais”, ressalta Sibila.

O livro possibilita a reflexão para educadores e psicólogos e demais profissionais que trabalham com a infância, para os saberes construídos acerca das práticas educacionais e escolares.


Texto elaborado pela acadêmica Flora Quinhones / Foto: Lucas Linck- Labfem-UFN
Jornalismo UFN – Universidade Franciscana
Professor responsável: Jornalista Bebeto Badke (MTb 5498)