quarta-feira, maio 22, 2024
Feira do Livro 2021TODAS EDIÇÕES

Livro livre de 2021 fechou as cortinas do Theatro Treze de Maio ao som de Vespertinos

As cortinas do Livro Livre de 2021 foram fechadas ao ritmo de música. Após duas semanas dedicadas aos livros e a cultura, o Theatro Treze de Maio recebeu a banda Vespertinos para celebrar o penúltimo dia da 48ª Feira do Livro de Santa Maria.

Durante a apresentação, o vocalista Martim Ronsini destacou o entusiasmo em voltar a se apresentar no teatro. Essa é a primeira apresentação do grupo na Feira do Livro. Após a performance, Martim nos falou como foi receber esse convite. “A gente se sente valorizado como artista da cidade nestes 7 anos de banda. É legal receber esse convite para um evento que gostamos tanto, um dos encontros mais importantes para a cultura da cidade e unir as pessoas, não só pela literatura mas arte como um todo”, declarou.

O duo Aroma, que se apresentou no Livro Livre, subiu ao palco para participar da música ‘Escadarias’, do primeiro EP da Vespertinos. Um momento memorável, já que a última apresentação da banda, antes da pandemia, também contou com a participação dos dois músicos. Martim destacou que durante o período de distanciamento social a banda seguiu produzindo. “Ano passado fizemos uma live no ‘Treze’ e gravamos algumas coisas separadas, fazendo o que era possível. Retornar ao palco com o público é um sentimento muito legal, como se durante os dois anos a gente guardou essa saudade de ver os amigos na plateia, conversar depois do show e tudo que envolve tocar”, comemora.

O show contou com músicas dos primeiros trabalhos da banda e também as mais recentes produções, com músicas que surgiram durante a pandemia e o single ‘Andaluza’, lançado em 2020. “A gente vai vendo como mudamos com o tempo, o público deve ter percebido isso também. Essa foi nossa primeira apresentação sem o nosso guitarrista, que não está mais morando aqui. Para completar esse espaço, trouxemos esses amigos e artistas de Santa Maria, pessoas que admiramos”, explica. Além do duo Aroma, a apresentação teve a presença de Ronaldo Palma nas guitarras.

A Feira do Livro de 2021 finaliza suas duas semanas marcadas pela diversidade artística e claro, muita literatura. Martim refletiu sobre as artes e suas influências no processo criativo de expressão do indivíduo. “A literatura é importante para a formação de uma pessoa de pensamento e a forma como ela vê o mundo. Isso é extremamente importante para o artista, que expressa suas ideias e muitas vezes gostamos de um artista pela forma que ele pensa. As pessoas são os livros que elas leem, os filmes que elas assistem, as pessoas com as quais ela se relaciona. Tudo isso forma o indivíduo”, conclui.

 

Texto: Nathália Arantes – acadêmica de jornalismo da UFN
Jornalista responsável: Liciane Brun – MTB 16.246