domingo, julho 21, 2024
Feira do Livro 2023TODAS EDIÇÕES

BAÚ BRASIL CRIANÇA LEVA ALEGRIA AO PÚBLICO NESTE DOMINGO

Neste domingo (30), o espetáculo Baú Brasil Criança, do grupo Alecrim – Arte e Música, movimentou o Theatro Treze de Maio, durante a 50ª Feira do Livro de SM. A plateia repleta de crianças e adultos prestigiou a apresentação dos artistas Marcelo Schmidt e Camila Borges.

O Grupo Alecrim – Arte e Música, representado pelo músico e compositor Marcelo Schmidt, iniciou em 2011 levando  poesia e música através de livros e espetáculos para todas as idades. A primeira estreia foi o Espetáculo Musical Jardim de Cataventos, o qual surgiu a partir do livro-cd de mesmo nome. Após a primeira obra, surgiram outros títulos, o Espetáculo Musical Baú Criança (2016) e o Espetáculo Musical Barquinho de Papel (2017). 

 Os espetáculos apresentam a magia das artes na cena, com músicas que relembram momentos felizes de aprendizado, de memórias de infância e de amizade. Com a intenção de proporcionar ao espectador, uma formação integral através da experiência estética e da mobilização de uma vivência sensível. 

A atriz Camila Borges integra o espetáculo Baú Brasil Criança

Na apresentação desta tarde, Camila encantou o público com seu vestido rosa e carisma. Dançando em uma sapatilha de ponta a procura de um grilo, ela arrancou risadas da plateia. “Não tem nada melhor do que viver e curtir esse momento. A gente tem esse público que nos acompanha há um bom tempo. Crianças que eram pequenas e agora são grandes e hoje em dia voltam com seus filhos”, comenta a artista. 

 

Marcelo Schmidt cantou e tocou violão durante a apresentação

Apresentando sempre uma boa música e simpatia, Marcelo Schmidt alegrou os presentes com o violão. A advogada Noemy Aramburú, acompanhada da afilhada e do neto, foi uma das pessoas que se sentiu realizada ao prestigiar o espetáculo pela primeira vez. “Eu participava de tudo, achei encantador. Esses espetáculos não são apenas para adultos, são para jovens e crianças também. Eu acredito que o teatro tem que ser democrático e para todos, tragam as crianças e prestem atenção em cada detalhe, vale muito a pena!”, recomenda a advogada. 

 

Fotos: Ronald Mendes

Texto: Vitória Gonçalves – acadêmica de jornalismo da UFN

Jornalista responsável: Letícia Sarturi (MTB 16.365) – BAH! Comunicação Criativa