TEVE GATO NA PRAÇA

A companhia artística de teatro Megamini Produções encantou quem passava pela Feira do Livro no início dessa tarde de quinta, dia 4. Os atores Gabriel Guimard e Nora Prado, e o músico Gabriel Maciel encenaram histórias  já conhecidas por todos quando crianças, dessa vez atualizando-as de forma divertida e animada. Cantaram as marchinhas de Braguinha, também conhecido como João de Barro, um dos maiores compositores brasileiros, com mais de 400 músicas gravadas,

Tem gato na tuba foi apresentada pela primeira vez aqui no RS, no palco da Feira. Foram mais de dois meses de preparação. A história mescla poesia, rima e conta com vários momentos de palhaçadas. Os atores também falam da diferença entre os públicos onde já se apresentaram, e contam que é perceptível a receptividade de um público que não tem tanto contato com peças produzidas especificamente para eles. E lembram da importância desse tipo de produção direcionada, pois incentiva a imaginação e criatividade.

A expressão que dá o nome de sua peça, Tem gato na tuba, se refere ao fato da vitrola que está em cena não poder tocar o disco, pois ele estava riscado. Então eles decidem encenar a história da Dona Baratinha, uma moça que queria muito se casar. Ela acaba escolhendo, entre o boizinho, cachorro e galo, mas acaba escolhendo o rato, um moço que compartilhava dos mesmos gostos que ela, como ficar perambulando pela casa à procura de comida. Eles decidem se casar, mas no dia do casamento, o Dr. João Ratão acaba caindo dentro da panela de feijoada, deixando a pobre Dona Baratinha sozinha no altar. Ela decide então, cancelar o casamento, pois com um homem tão guloso e egoísta ela não queria mais se casar.

Os atores contam que para essa primeira parte da apresentação  ensaiaram muito, pois há muita troca de máscaras entre os dois atores durante a história, que envolve vários personagens.

O conto da chapeuzinho vermelho também ganhou algumas modificações, como a música do lobo-mau que descobre o ritmo do rock’n’roll e a vovó que fica de olho nas tendências de moda, com sua camisola modelo 2018. A festa do céu na noite de São João também teve seu fim alterado, quando o sapo, em vez de cair do violão do urubu,  despenca do céu ao ser soprado de dentro do trompete do mestre da orquestra.

Os atores, super-expressivos e animados fizeram com que até mesmo as crianças mais tímidas caíssem na gargalhada com as interpretações dos personagens. Carregados de bom humor e trazendo o cenário atual para histórias antigas, já conhecidas por todos, eles possuam grande carisma e fizeram  de sucesso em sua visita por aqui.

Os atores da Megamini encantaram a plateia interpretando vários personagens.(Foto: Pedro Gonçalves/LABFEM-UNIFRA)
Os atores da Megamini encantaram a plateia interpretando vários personagens.(Foto: Pedro Gonçalves/LABFEM-UNIFRA)

Texto elaborado pelo acadêmica Thayane Rodrigues/ Jornalismo – UNIFRA
Prof. responsável: Jornalista Bebeto Badke (MTB 5498)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *