quinta-feira, junho 13, 2024
Feira Do Livro 2022TODAS EDIÇÕES

A FORÇA DAS MULHERES NA ABERTURA DA FEIRA

A cerimônia de abertura da 49ª edição da Feira do Livro ocorreu na noite desta sexta-feira, 29 de abril, no palco do Theatro Treze de Maio. Muito emocionadas, a
patronesse Nikelen Witter, a professora homenageada Maria Esther Gomes de Souza e Eloisa Monteiro da Silva, representando o escritor Mário Eleú da Silva, subiram ao palco para agradecer a homenagem. As falas foram marcadas pela inclusão, com duas intérpretes de libras no palco e pela representatividade feminina.

A patronesse Nikelen Witter, escritora, professora, pesquisadora e ativista ressaltou a importância da representatividade feminina, da mulher estar em todos os espaços. “Jamais sonhei em ser patronesse da Feira do Livro, patrono para mim era um lugar muito masculino, para homens e nunca para mulheres. Era lugar de um escritor de cabelos brancos, no final de uma extensa carreira. Então hoje como patronesse quero dizer para as meninas, que a gente sonhe com isso, que comece a sonhar com esses lugares. Parem de pensar como impostoras, nós somos, nós podemos, a nossa voz, a nossa escrita tem potência”, declarou Nikelen. A patronesse também recebeu uma homenagem do escritor Enéias Tavares.

Felicidade e emoção, duas palavras que definiram o sentimento da professora homenageada Maria Esther Gomes de Souza. Logo após receber uma performance de encenação em sua homenagem, inspirada em seu livro Uma História de mãos brilhantes, a professora especializada em educação especial de Surdos subiu ao palco para agradecer. “A literatura, seja ela infantil, seja poesia, seja ela fantástica como a da nossa patronesse, o livro transforma a vida das pessoas, como transformou a minha.”, disse Maria Esther.

Eloisa Monteiro da Silva, filha do escritor e compositor homenageado Mário Eleú da Silva, relembrou as composições do pai e sua trajetória. Em 2021 o escritor lançou seu segundo livro na feira, intitulado O Velho Doutor, a filha agradeceu a homenagem: “Infelizmente em janeiro deste ano Deus levou nosso querido Mário Eleú, agradeço em nome da família a homenagem da Feira ao meu pai, ficamos muito emocionados e felizes com o reconhecimento de suas obras”.

Assessoria de Imprensa: acadêmicos de Jornalismo da Universidade Franciscana
Texto elaborado pela acadêmica Heloisa Helena Canabarro
Professor responsável: Jornalista Bebeto Badke (MTb 5498)
Fotos: Ronald Mendes