quinta-feira, maio 30, 2024
Feira do Livro 2023TODAS EDIÇÕES

VIAGENS INTERPLANETÁRIAS CONQUISTAM O PÚBLICO INFANTIL

Através de viagens interplanetárias, o público infantil se divertiu com a apresentação do “Teatro Por Que Não?”. Na tarde deste sábado (6), o Theatro Treze de Maio lotou para a exibição do espetáculo “Serena Procura um Planeta”. 

Habitante do planeta Bacalate, onde tudo é feito com abacate, Serena, que não aguenta mais tudo ser resumido à fruta, decide embarcar em uma nova aventura. Acompanhada do público, a personagem passa a desbravar novos universos guiada por seu GPS estelar.

Escrito por  Felipe Martinez, também diretor da peça, o mais novo espetáculo infantil do grupo surge como resposta ao “Circo do Mundinho Feliz”, já apresentado na última edição da Feira.

“Esse texto foi para fazer um contraponto com o outro espetáculo, o Mundinho, que tem um protagonista masculino. Esse a gente queria [que fosse] um espetáculo só feito pelas meninas. A ideia era um espetáculo que valorizasse figuras femininas em diferentes posições. Tem a personagem principal e ela vai passando por planetas em que ela vai encontrando exemplo de outras mulheres que inspiram”, explica Felipe.

Foi com ajuda do público que a Serena conseguiu o combustível para que seu foguete funcionasse. A cada nova viagem, o veículo era abastecido com a energia jogada ao alto pelas crianças. E assim, nossa aventureira conseguiu transitar por quatro novos planetas. A jornada da personagem, segundo o diretor, é um tanto parecida com a de um certo garoto literário.

“O espetáculo é inspirado no Pequeno Príncipe mas ao contrário. É  uma inspiração enquanto jornada. Ao invés dela encontrar exemplos bons e ruins, ela só encontra exemplos bons, onde ela vai se inspirar e descobrir que ela pode ser o que ela quiser”, conclui Felipe.

Recriar planetas e seus respectivos nativos, não é uma missão muito fácil. O dinamismo das atrizes em palco chamou atenção do estudante de arquitetura e urbanismo, André Ivanov.

“As gurias do ‘Teatro Por Que Não?’ são muito boas. O espetáculo foi maravilhoso. Elas atuam em vários papéis ao mesmo tempo e trocando de figurino. É muito mágico presenciar. É excelente este movimento de fomento à cultura, com a participação das crianças, desde novas tendo contato com o teatro, que não é algo tão convencional”, ressalta o estudante. 

As crianças saíram do Theatro animadas, principalmente pelo último planeta visitado: o da poesia. Com rimas em ritmo de hip-hop, a pequena Laura Funck Nunes, 7 anos, reproduzia um beatbox. “Eu achei muito legal. Gostaria também de visitar outros planetas. O que eu mais gostei foi o planeta hip-hop”, revela Laura.

Amanhã (07) a programação infantil segue com o espetáculo “Sonho Infantil” (Grupo Bonecos da Montanha). A apresentação ocorre às 15h e os ingressos estão disponíveis para retirada na bilheteria do Theatro Treze de Maio.

Fotos: Ronald Mendes

Texto: Nathália Arantes – acadêmica de jornalismo da UFN

Jornalista responsável: Letícia Sarturi (MTB 16.365) – BAH! Comunicação Criativa