quinta-feira, junho 13, 2024
Feira do Livro 2024

Leituras Compartilhadas iniciam ações da 51ª Feira do Livro de SM

Salas de aula repletas de risadas, alegria e muitas histórias. Neste contexto, a Feira Fora da Feira iniciou as “Leituras Compartilhadas” na manhã desta sexta-feira (24). Essa é a primeira das ações descentralizadas que marcam a fase inicial da 51ª Feira do Livro de Santa Maria.

Até o dia 07 de junho, atores e atrizes visitarão cerca de 30 escolas levando o mundo da literatura por meio de leituras de obras infantis e infantojuvenis para estudantes da rede pública de ensino. Os títulos selecionados para a ação integram o acervo da Biblioteca Municipal Henrique Bastide.

Os alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Martinho Lutero estavam entre os primeiros a receber a iniciativa que fomenta a prática da leitura. “A leitura é imprescindível tanto para a vida deles quanto para o ensino, para a escola. (Ela) é necessária.”, comenta a diretora da EMEF, Sandra Regina da Silva Flores, sobre o impacto da ação.

Sob olhares atentos e curiosos dos jovens estudantes, o mediador de leitura, Gelton Quadros, fez a leitura de duas obras: “Um porco vem morar aqui” (Claudia Fries) e “Assim nasce um bicho-papão” (Merka). Através delas, o ator transmitiu mensagens sobre a importância da organização, do cultivo da empatia, aceitação e do fim de julgamentos. Além disso, desmitificou a figura do bicho-papão, apresentado como um devorador de objetos deixados fora do lugar por crianças bagunceiras.

“Eu acho que a gente tem que pegar histórias que vão falar algo para eles, que a gente consiga dar uma pincelada no comportamento que nós, seres humanos, temos. Quando a gente vai trabalhando isso desde a infância é interessante porque eles já vão crescendo com esse olhar de aceitação que muitas vezes os adultos bloqueiam”, explica Gelton.

Com uma experiência de três anos no Leituras Compartilhadas, o ator acredita que a interação com artistas e com diversas histórias traz uma riqueza de possibilidades para os alunos, como o despertar do interesse pela leitura e a imaginação.

Um impacto percebido durante a atividade. O mediador ganhou desenhos que o retratavam nas leituras. “É sempre muito gratificante. Eles são sempre muito abertos, muito receptivos, uns queridos”, comenta Gelton sobre os ouvintes.

Gelton Quadros ganhou desenhos dos alunos. Foto: Eduardo Ramos/PMSM

PROGRAMAÇÃO ATUALIZADA

 Devido as fortes chuvas que assolam o Rio Grande do Sul, a data da 51ª Feira do Livro de Santa Maria foi alterada e ela ocorrerá em dois momentos. O primeiro, chamado a Feira Fora da Feira, é realizado até o dia 07 de junho e traz diversas ações descentralizadas pelo município. Elas envolvem leituras nas escolas, contacões de histórias, visitas de escritores e atividades no LabCriativo e EduTech, no Mercado da Vila Belga . Confira a programação aqui.

Já as bancas de livreiros e a programação cultural retornam à Praça Saldanha Marinho na segunda etapa da Feira: de 23 de agosto a 07 de setembro. Na ocasião, o público contará com bate-papos literários e apresentações musicais do Livro Livre e espetáculos infantis no Theatro Treze de Maio.

A 51ª Feira do Livro de Santa Maria é uma realização da Prefeitura de Santa Maria, por meio das Secretarias de Cultura e de Educação; Cesma; Câmara do Livro; 8ª Coordenadoria Regional de Educação; Universidade Federal de Santa Maria (UFSM); Universidade Franciscana (UFN) e Instituto Federal Farroupilha (IFFar). A produção cultural é de Denise Copetti e Bah! Comunicação Criativa. O incentivo cultural é da Clínica Viver, Rede Vivo, Unimed e Sul Veículos, com apoio da Gráfica e Editora Pallotti. O patrocínio é da Corsan, com financiamento da Lei de Incentivo à Cultura (LIC) de Santa Maria e Fundo de Apoio à Cultura – FAC/RS, Secretaria da Cultura – Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Foto de Capa: Ronald Mendes

Texto: Letícia Sarturi (MTB 16.365) – BAH! Comunicação Criativa